30 de mai. de 2014

Memórias 28 Anos IV

TEATRO DE BONECOS DA TURMA DO DIONÍSIO
Em 1993 A Turma do Dionísio estréia sua primeira montagem de Teatro de Bonecos. Quatro histórias clássicas do teatro de bonecos latino-americano:  O Mágico e o Palhaço, O Padeiro e o Diabo, O Invento Maravilhoso e O Enganador Enganado. Começava um árduo trabalho para conciliar o teatro de atores e o teatro de bonecos.
Autores: Cândido Moneo Sanz, Javier Villafane, A . César Lopes Ocón e Leônidas Barletta
Direção: Mário de Ballentti. Cenário, Figurinos e Bonecos: Mário de Ballentti. Programação Visual: Augusto Bier. Projeto Pedagógico: Maristela Marasca
Atores/Manipuladores: Jerson Fontana, Maristela Marasca e Silvestre Grzibowski (Leandro Maia/Paulo Menezes)

Aspectos Históricos: 
Início da tarde de 05 de dezembro de 1995. Um pouco apavorados e com muita expectativa, o Grupo via seus bonecos serem revistados. Alguém cochichou: “o furador de balão não vai passar”. Era apenas uma vareta com um alfinete na ponta, mas poderia ser considerado um objeto perigoso. Conseguimos entrar e a montagem do equipamento foi feita. Estávamos no Presídio Regional de Santo Ângelo, a convite da Pastoral Carcerária. Alguém pensou: “será que homens privados de sua liberdade se interessariam por uma história com bonecos? E se eles não gostassem?” Melhor não pensar mais nessas coisas e continuar a montagem.




Nenhum comentário:

Postar um comentário